Categorias
Economia

Voos para o RN registram um crescimento de 23% em julho

O Aeroporto Internacional de Natal, administrado pela Zurich Airport, registra um total de 1.764 voos planejados para julho de 2024, abrangendo 20 destinos, dos quais 2 são internacionais. A média diária de chegadas atinge 27 voos. Comparado a julho de 2023, há um crescimento de 14% no número de assentos previstos. Em  quantidade de voos, o aumento é de 23% em relação a 2023 e 4% em relação a 2022.

A Latam lidera a oferta de assentos, respondendo por 35% do total, seguida pela GOL com 33%. No comparativo anual, a Latam se destaca com um crescimento de 15% em relação a 2023, seguida pela Azul, que apresentou um aumento de 13%.

No Aeroporto de Mossoró, estão previstos 9.236 assentos e 134 voos para julho de 2024, ambos com crescimento em relação aos mesmos períodos de 2022 e 2023. As rotas mantidas incluem Mossoró-Recife, operada pela Azul, e Mossoró-Natal e Mossoró-Fortaleza, operadas pela VoePASS.

“O aumento do fluxo de passageiros no aeroporto está diretamente ligado ao contínuo trabalho de promoção do destino e ao significativo potencial turístico do Rio Grande do Norte. As campanhas de marketing, as participações em feiras de turismo e as parcerias com operadoras e agências de viagem, têm sido fundamentais para destacar as belezas naturais e a infraestrutura turística do estado, nos posicionando como um destino cada vez mais atraente para visitantes nacionais e internacionais,” ressalta Raoni Fernandes.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Balança comercial do RN tem melhor maio desde 2018

A balança comercial do Rio Grande do Norte registrou, entre janeiro e maio de 2024, o melhor desempenho desde 2018. O saldo da variação entre exportações e importações foi de US$ 249,6 milhões, o que representa uma alta de 160% em relação ao montante registrado no mesmo período do ano passado, quando o superávit foi de US$ 96 milhões.

Entre janeiro e maio de 2024, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, as exportações potiguares somaram US$ 456,2 milhões, ultrapassando com folga os US$ 246,5 milhões de 2023. Já as importações atingiram US$ 206,3 milhões, superando os US$ 150,5 milhões do ano passado.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Torquato, comemorou os resultados nas operações comerciais potiguares. Ele aponta para a recuperação e o fortalecimento de áreas estratégicas, como a do petróleo, a partir da recuperação das operações petrolíferas em campos onshore (em terra). Somente em maio deste ano, os óleos combustíveis representaram 54% das vendas ao mercado exterior.

“Esse aumento nas exportações representa um fator positivo para a economia. Somente em maio, o saldo positivo foi de US$ 16,3 milhões. Isso é muito significativo”, pontua.

Somente em maio, as exportações somaram US$ 66,9 milhões, o que representa uma alta de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já as importações totalizaram US$ 50,6 milhões, marcando um crescimento de 2% no mesmo comparativo anual.

“Também é importante falar da questão das importações, o que é favorável, pois estamos comprando máquinas e equipamentos, fortalecendo a produção de energia eólica e solar. Isso fortalece cada vez mais a nossa economia”, pontua Torquato.

Ainda em maio, de acordo com os resultados, o Rio Grande do Norte importou US$ 50,6 milhões em produtos, sendo que os equipamentos eólicos representaram 59% da pauta de compras.

Torquato ainda mencionou Singapura, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Ilhas Virgens, Estados Unidos e Espanha como importantes destinos dos produtos potiguares no ano passado.

Além disso, os resultados deste ano também mostram o fortalecimento nas relações econômicas com novas fronteiras, especialmente com a China, que foi responsável por enviar US$ 32,92 milhões em produtos ao Rio Grande do Norte no mês de maio.

Os equipamentos voltados para o setor fotovoltaico produzidos na China lideraram as aquisições no Rio Grande do Norte. Segundo o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Hugo Fonseca, o número reflete os projetos de geração de energia solar fotovoltaica centralizada. “A importação se intensificará até 2026, quando quase 11 gigawatts de potência instalada em energia solar fotovoltaica entrarão em operação”, comentou ele.

Pauta comercial (janeiro/maio):

2024
Exportação: US$ 456.186.410
Importação: US$ 206.324.732
Saldo: US$ 249.861.678

2023
Exportação: US$ 246.542.423
Importação: US$ 150.513.745
Saldo: US$ 96.028.678

2022
Exportação: US$ 274.481.386
Importação: US$ 161.773.695
Saldo: US$112.707.691

2021
Exportação: US$ 169.257.054
Importação: US$ 134.491.008
Saldo: US$ 34.766.046

2020
Exportação: US$ 114.892.960
Importação: US$ 68.322.326
Saldo: US$ 46.570.634

2019
Exportação: US$ 191.325.424
Importação: US$ 65.007.684
Saldo: US$ 126.317.740

2018
Exportação: US$ 116.838.408
Importação: US$ 60.474.249
Saldo: US$ 56.364.159

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Procon autua 13 postos de combustível de Mossoró por preço abusivo

Em operação iniciada nesta segunda-feira em Mossoró, o Procon-RN já autuou 13 postos de combustíveis na cidade por aumento abusivo no valor do produto.

As equipes do órgão seguem em fiscalização nesses estabelecimentos.

Dos 17 fiscalizados, 10 autuados ontem e outros três hoje.

“Aqueles postos que estão com aumento excessivo vão ser autuados e multados e até podem ter cassação temporário de funcionamento do estabelecimento”, alertou o coordenado-geral do Procon, Obede Jácome, que cumpre agenda em Mossoró.

Na semana passada, o consumidor mossoroense foi surpreendido com o valor do litro da gasolina.

A maioria dos postos reajustou o valor numa diferença de R$ 0,50 a R$

O estranhamento ocorre porque não houve elevação recente no valor do combustível via Petrobras ou 3R Petroleum ou mesmo diferença na cobrança de qualquer imposto.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Aeroportos de Natal e Mossoró registram aumento de voos para junho

O principal aeroporto do Estado do Rio Grande do Norte, o Aeroporto Internacional de Natal – Governador Aluízio Alves, prepara-se para um mês de junho de 2024 movimentado, com o total de 1.540 voos planejados. Este volume representa crescimento de 28% em relação a junho de 2023 e de 26% comparado a junho de 2022, refletindo o crescente interesse na conectividade no aeroporto.

Com 18 ligações, incluindo duas internacionais, o aeroporto espera uma média de 25 chegadas diárias. A cidade do Recife, Pernambuco, continua sendo o destino com o maior número de voos previstos, tanto como origem quanto como destino, consolidando-se como um hub regional.

No setor de companhias aéreas, a Latam lidera com 41% dos assentos ofertados, seguida pela Azul com 26%. Em crescimento, a Latam destaca-se com 54% em comparação a 2023, enquanto a Azul registra um aumento de 45%.

Mossoró

Paralelamente, o aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró, também apresenta um aumento significativo, com 8.684 assentos previstos e 126 voos programados para junho de 2024. As rotas de Mossoró incluem destinos como Recife com a Azul, além de Natal e Fortaleza com a VoePASS.

“Esse aumento representa uma melhora na oferta de assentos em diversos mercados emissores, validando nosso diálogo contínuo com as companhias aéreas sobre o potencial turístico do estado. Essa expansão reflete tanto o crescimento do fluxo turístico quanto o diferencial de nossos produtos ofertados, destaca o diretor-presidente da Emprotur-RN, Raoni Fernandes, que na semana passada esteve em São Paulo onde se reuniu com representantes da Latam, Gol e Azul para incrementar a malha aérea do Estado.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Vendas do varejo no RN crescem pelo quinto mês consecutivo

Em março deste ano, o comércio varejista do Rio Grande do Norte registrou um crescimento de 2,1% em termos reais, comparado ao mês anterior. Esse resultado marca o quinto mês consecutivo de desempenho positivo.

Os números são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada na quarta-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No terceiro mês do ano, o desempenho do estado potiguar superou a média brasileira, que permaneceu estável em relação a fevereiro. Além disso, o Rio Grande do Norte conquistou a terceira posição entre os estados nordestinos, ficando atrás apenas de Sergipe – que cresceu 3,7% – e Bahia que teve alta de 3,1%.

Comparação

Na comparação com março do ano passado, as vendas do comércio varejista potiguar apresentaram um crescimento ainda mais expressivo, atingindo 5,9% em termos reais.

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, explica que o bom desempenho do estado é oriundo de um conjunto de fatores. “Entre os pontos que contribuíram está a queda da taxa de juros, da inflação e do desemprego. Também registramos o aumento real de salário mínimo e benefícios sociais”, explica.

No acumulado do primeiro trimestre de 2024, o comércio varejista potiguar registrou uma alta de 6,0% nas vendas, em termos reais, comparado ao mesmo período de 2023.

É importante ressaltar que este desempenho foi melhor que a média nacional (+5,9%) e que, no início do ano passado, o crescimento havia sido bem mais modesto, com apenas 1,4%.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Comércio potiguar vê dia das mães com otimismo em vendas

Celebrado neste ano em 12 de maio, o Dia das Mães é a segunda data comemorativa mais aguardada pelo comércio varejista, atrás apenas dos festejos natalinos.

Em 2024, de acordo com pesquisas realizadas pelo Instituto Fecomércio RN (IFC), a procura por presentes deve movimentar cerca de R$ 96,8 milhões em Natal e R$ 18,2 milhões em Mossoró.

Na capital do oeste, há um aumento de 22% em comparação ao ano passado, quando a data injetou R$ 14,9 milhões na economia.

“O Dia das Mães é uma data muito especial, tanto para quem compra quanto para quem vende. Neste ano, a grande maioria dos consumidores do RN – mais de 75% dos natalenses e de 66,7% dos mossoroenses – pretendem gastar com presentes, então nossos negócios precisam estar preparados para atender essa demanda”, ressaltou o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), Marcelo Queiroz.

Natal

Na capital potiguar, a maior parte de quem vai comprar presentes para o Dia das Mães pertence ao sexo masculino (76,1%), tem de 25 a 34 anos de idade (82,2%), possui ensino superior completo (78,4%) e vive com uma renda familiar superior a 10 salários mínimos (85,3%). Além disso, mais de 60% pretendem gastar com apenas um presente, enquanto aproximadamente 67% farão pesquisa de preços e cerca de 69,5% irão às compras na semana que antecede a data comemorativa. De acordo com as pesquisas do IFC, cerca de 55,5% dos consumidores da capital pretendem comprar em shoppings.

Os produtos mais procurados serão perfumes/cosméticos (37,3%), itens de vestuário (29,6%) e calçados/bolsas (14,5%).

Para homenagear principalmente as próprias mães (91,4%), a expectativa é que os natalenses gastem uma média de R$ 167,18 – um aumento de aproximadamente 5,4% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o valor registrado foi de R$ 158,58.

Mossoró

Diferente do observado em Natal, cerca de 50% dos mossoroenses entrevistados pelo Instituto Fecomércio RN comprará presentes no comércio de rua. Por outro lado, assim como na capital potiguar, a maior parte de quem vai às compras pertence ao sexo masculino (67,5%), tem de 25 a 34 anos de idade (83,7%), concluiu o ensino superior (80,1%), possui renda familiar acima de 10 salários mínimos (100%) e vai realizar as compras uma semana antes do Dia das Mães (61,3%).

Em Mossoró, a demanda será maior para itens de vestuário (35,5%), perfumes/cosméticos (34%) e calçados/bolsas (23%). Além de homenagear as próprias mães (88,7%), cerca de 19,7% dos mossoroenses desejam presentear suas esposas e 14,6% pretendem comprar presentes para as sogras.

Para tanto, o gasto médio deles será de aproximadamente R$ 145,54 – um aumento de 11,2% em comparação ao Dia das Mães de 2023, quando esperavam gastar uma média de R$ 130,92.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

RN abre 1.415 novas vagas de emprego com carteira assinada em março

O Rio Grande do Norte abriu em março 1.415 novas vagas de emprego formal, aquelas com carteira assinada. Com isso, o acumulado nos primeiros três meses de 2024 subiu para 2.839 e nos últimos doze meses, 25.290. Os dados são do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – divulgados nesta terça-feira (30/04) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O saldo do mês de março/24 é o maior da série histórica do Novo Caged, iniciada em 2020. Em março de 2021, quando a economia começou a ser reerguer, após as dificuldades impostas pela pandemia da Covid, o saldo foi de 1.212 vagas; no mesmo mês de 2022, o número de demissões superou o de contratações, produzindo saldo negativo de (-1.427); em março do ano passado também houve saldo negativo (-82).

De acordo com o Caged, o estoque de empregos celetistas no Rio Grande do Norte é de 504.760. O salário médio de admissão em março foi de R$ 1.695,30. O setor que mais abriu postos de trabalho no RN em março foi o de Serviços (2.535 vagas), seguido pelo Comércio (954) e Construção Civil (628). No acumulado do ano, o setor de serviços é o destaque, com 4.784 postos de trabalho abertos. Com 1.256 vagas abertas nos três primeiros meses do ano, a construção ultrapassou o comércio, cujo saldo positivo é de 1.181 vagas no trimestre.

Natal, Mossoró, Parnamirim, Assu e Currais Novos, pela ordem, foram os municípios que mais abriram postos de trabalho. Na outra ponta, o de saldo negativo, estão Baía Formosa e Arês, em função das dispensas realizadas pelo segmento da Agricultura.

NOVO CAGED

Postos de trabalho abertos ou fechados no RN

Meses de março, série com ajustes

2020: (-3.039)

2021: +1.212

2022: (-1.427)

2023: (-82)

2024: +1.415

….

Saldo no trimestre: 2.839

Saldo últimos 12 meses: 25.290

Estoque de emprego celetista no RN: 504.760

Salário médio de admissão: R$ 1.695,30

Saldo por município

Natal: 1.591

Mossoró: 1.176

Parnamirim: 420

Assu: 213

Currais Novos: 147

Grupamento de Atividade Econômica

Serviços: +2.535

Comércio: +954

Construção: +628

Indústria Geral (-1.035)

Agricultura (-1.667)

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Aeroporto de Mossoró começa a receber reforma de R$ 40 milhões

Fruto de uma parceria do Governo do Estado do Rio Grande do Norte com o Governo Federal, as obras do aeroporto Dix-sept Rosado, situado em Mossoró, foram iniciadas. O volume total de investimentos será de quase R$ 40 milhões.

Os serviços, executados pela Infraero, dotarão a estrutura de maior capacidade e logística.

A obra contempla, por exemplo, o fomento da pista do local, interferindo na capacidade de pouso e decolagem, com tráfego de aeronaves de maior porte. Serão também pavimentadas todas as áreas de acesso.

Está sendo contemplado o serviço do muro de contenção e segurança, percorrendo todo o perímetro do sítio aeroportuário. Haverá ainda a instalação dos equipamentos chamados “papi”, que garantem a segurança aeronáutica para os voos nas cabeceiras das pistas.

A obra de estruturação contempla ainda a pavimentação do estacionamento. A execução dos serviços de iluminação completa do local, que possibilitará voos noturno, também estão garantidas.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Entidades definem novo salário mínimo do comércio

Os sindicatos patronal e laboral do segmento do comércio varejista de Mossoró fecharam a Convenção Coletiva de Trabalho 2024/2025.

A reunião conclusiva foi nessa terça-feira (16), na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (Sindilojas) com representantes das duas classes.

Um dos principais pontos definidos foi em relação ao piso salarial dos trabalhadores. Ficou pactuado entre o Sindilojas e Sindicato dos Empregados no Comércio de Mossoró e Médio Oeste do RN (Secom) que a partir de 1° de abril de 2024 passam a ser seguidos os seguintes valores.

  1. R$ 1.420,00 para as empresas enquadradas como MEI, ME e EPP, que aderirem ao REPIS e detenham os respectivos Certificados de Adesão;
  2. R$ 1.440,00, para as empresas enquadradas como “demais”, ou que não venham aderir ao REPIS.

O reajuste para os empregados que percebem salário superior ao piso da categoria será de 5% (cinco por cento) incidente sobre os salários praticados em março de 2024.

Em breve os entes sindicais disponibilizarão para as empresas os termos da Convenção Coletiva de Trabalho 2024/2025.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Categorias
Economia

Voepass manda passageiros irem para Natal de van e causa revolta

Passageiros revoltados nesta sexta-feira à noite no Aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró.

A Voepass, empresa que opera voos regionais da Latam Airlines, enviou uma aeronave menor que a quantidade de passagens vendidas.

Uma parte dos usuários não conseguiu entrar para o voo e teve que aguardar uma van, disponibilizada pela companhia, para levar os passageiros ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

O automóvel demorou mais de duas horas para chegar.

O estranho é que a companhia se queixou, há poucas semanas, que a procura por esse voo estava baixa.

Como quer aumentar a demanda ofertando serviço dessa forma?

O espaço está aberto, caso a empresa queira se pronunciar.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com