Municípios poderão judicializar Proedi

Encontro da governadora com prefeitos terminou sem acordo

Foto: Ivanizio Ramos

A perda de receitas para os municípios com o novo Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi) poderá ser judicializada.

Isso porque um movimento cresce entre os prefeitos potiguares para levar as perdas de até 25% do ICMS dos municípios para a Justiça. 

Sem acordo

A reunião que aconteceu ontem (24) entre a governadora Fátima Bezerra (PT) e um grupo de prefeitos, que teve como pauta o Proedi, terminou sem acordo.

Um novo encontro foi marcado para o próximo dia 11 de outubro, para medir o impacto do programa a partir de seu primeiro mês de implantação.

Os prefeitos querem que o estado arque com essas imediatas perdas no ICMS com o novo Proedi – antigo Proade. Já o governo admite que não vai revogar e que o programa poderá atrair novas empresas e igualar o RN aos demais estados, além de levar empresas para o interior.

É um impasse que está longe de terminar.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.