politica 728x90

MPF pede suspensão dos direitos políticos de José Agripino Maia

Senador é acusado de ter recebido R$ 1 milhão em propina

Foto: Agência Senado/Moreira Mariz

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou na Justiça Federal no Rio Grande do Norte com uma ação de improbidade administrativa contra o senador José Agripino Maia (DEM) e o empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS. 

No processo, o senador é acusado de ter recebido quase R$ 1 milhão em propina em troca de auxílio à empreiteira, responsável pela construção do estádio Arena das Dunas. 

Como Agripino tem foro privilegiado, o processo tramita no Supremo Tribunal Federal, que em dezembro decidiu pelo recebimento da denúncia e tornou o parlamentar réu.

A ação pede a condenação dos dois réus por enriquecimento ilícito, com a perda dos bens ou valores envolvidos (no total de R$ 904.224); perda da função pública; suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos; pagamento de multa de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial; e proibição de contratar com o Poder Público, pelo prazo de dez anos.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]