politica 728x90

Ministério Público de Contas pede suspensão da antecipação dos royaltes


Procurador afirma que antecipção viola limites da LRF

Foto: Divulgação


O Ministério Público de Contas do Rio Grande do Norte posicionou-se de modo favorável à concessão de medida cautelar para que o governador Robinson Faria (PSD) se abstenha de realizar atos administrativos visando contratar operação de crédito utilizando royalties do petróleo como garantia.


O governo planeja antecipar R$ 162 milhões dos royaltes do petróleo e gás natural, para pagamento de servidores inativos e pensionistas. A medida já foi aprovada pela Assembleia Legislativa. 

Caberá agora ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgar o pedido do MPC.

Justificativa

O Procurador-Geral do MPC, Ricart César Coelho dos Santos, afirmou que “a antecipação dos recursos dos royalties violaria os limites previstos nas normas gerais de direito financeiro e na Lei de Responsabilidade Fiscal. A fumaça do bom direito estaria presente em razão do ato acontecer no fim do mandato do chefe do Poder Executivo e os recursos pertencerem ao exercício financeiro do ano seguinte, bem como a destinação pretendida ser vedada em lei; já o perigo da demora se configura na iminência do processo político-eleitoral e na contratação importar em valores superiores a 160 milhões de reais, o que provocaria desequilíbrio financeiro no próximo ano”.

“Perigo da demora” significa que se o magistrado não conceder aquele direito temporariamente, depois pode ser tarde demais, pois os danos causados pela sua não concessão serão irreversíveis ou de difícil reparação.

Já a “fumaça do bom direito” eh derivada da expressão, “onde há fumaça, há fogo”, que significa que todos os indícios levam a crer que a pessoa que requer o direito temporário realmente terá direito a ele de forma permanente quando a causa for julgada de forma definitiva. (Fonte: Para Entender o Direito/Folha de São Paulo)

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]