Fátima Bezerra: CPI e decreto são desafios Foto: reprodução

Governo Fátima entra em momento desafiador

O Governo Fátima Bezerra (PT) entra em um dos momentos mais desafiadores de sua gestão.

Explico.

O governo vai precisar de muita articulação política na Assembleia Legislativa, em face da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará contratos firmados na pandemia. Não é questão de fazer pré-julgamento. Até aqui, nenhum órgão de controle colocou em dúvida esses contratos.

A questão é política.

O governo precisará vencer guerra de narrativas contra a oposição, que terá um palanque que nunca teve até aqui.

Fátima tem uma base aliada muito frágil na Assembleia Legislativa. A maioria dos deputados, inclusive os governistas, é fiel mesmo ao poderoso Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente daquela Casa.

Decreto arriscado

Outra questão é o novo decreto do governo, que atende aos apelos do setor empresarial, como Fecomércio. A aposta arriscada prevê o retorno de eventos de massa no RN em cinco fases, começando no dia 26 de julho e concluindo no dia 17 de setembro.

Boa parte do público desses eventos pode ainda não estar vacinado nem com a primeira dose, uma vez que a previsão do estado é vacinar todas as pessoas acima de 18 anos no final de setembro, com a primeira dose.

Se o decreto incorrer em elevação da pandemia, o que não pode ser descartado, Fátima Bezerra ficará com o ônus.

Vai precisar se comunicar bem e de muita articulação política, diante de uma CPI e de um decreto arriscado.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.