Abastecimento é retomado em Tibau após 17 dias sem água


Previsão de normalização é de 48 horas, segundo Companhia

Foto: assessoria


A Caern religou, no final da noite desta quinta-feira (14), o poço da cidade de Tibau. A água foi reservada ao longo da madrugada para ser distribuída. Às 5h da manhã desta sexta-feira (15), começou a distribuição. A previsão é que a normalização ocorra em 48 horas para Tibau.


Para atendimento, a cidade foi dividida em duas. Nesta sexta-feira (15), a água irá para o setor do Centro, e por volta das 5h da manhã do sábado irá para o setor das Emanuelas.  


Ao constatar o aumento de vazão no poço, que ocorreu após o desgaste da bomba presa à tubulação, a Caern decidiu aproveitar a água captada para distribuir na cidade. Foi colocada um novo conjunto motobomba, equipamento de grande porte, para captar agua a uma profundidade de 180 metros.


De acordo com o gerente da Regional Oeste, Márcio Bruno Dantas, o poço estará sendo monitorado, pois passou por uma recuperação recente.


“Continuaremos acompanhando o desempenho do poço. Pois tivemos um problema de alta complexidade e vamos manter o monitoramento do mesmo”, ressalta.


Esforços operacionais foram feitos pela equipe da Caern e Geopetro, que diuturnamente, permaneceram trabalhando para retomar o abastecimento da cidade. Diante um problema complexo, que envolveu equipamentos de grande porte e o desafio de trabalhar com a bomba que ficou a 380 metros de profundidade, as equipes mantiveram o foco para garantir o resultado positivo. 


Tibau estava sem água desde o dia 29 de dezembro.


Siga-nos no Instagram.


contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.