politica 728x90

Vítimas de violência sexual serão atendidas no Hospital Almeida Castro

Local dispõe de profissionais especializados

Foto: Assessoria

Crianças e adolescentes vítimas de violência sexual na região de Mossoró passam a ser atendidas agora no Hospital Maternidade Almeida Castro. O Projeto, denominado Flor de Lotus, consiste em um ambiente adequado e com profissionais especializados para, num só local, acolher, oferecer assistência de saúde, social e jurídica a pessoas vítimas de violência sexual na região de Mossoró.

O local já está em funcionamento.

A proposta de criação do Flor de Lotus foi apresentada, inicialmente, pelo promotor de Justiça Olegário Gurgel à médica Isabelle Cantídio, que é professora da Faculdade de Medicina da UERN, e já desenvolve este tipo de trabalho junto às vítimas de violência sexual desde 2013.

O promotor e a médica apresentaram à proposta a Larizza Queiroz, diretora geral da Junta de Intervenção Judicial na unidade hospitalar, para que o Projeto Flor de Lotus fosse implantado no Hospital Maternidade Almeida Castro. A proposta foi abraçada pelos interventores da instituição.

“A justiça precisa ser feita pela produção de provas por várias instituições de nossa sociedade. E a Flor de Lotus terá todas às instituições num só local. Entrar numa delegacia nem sempre é agradável para uma criança. Aqui vão ser ouvidas por profissionais especializados, que vão saber o que fazer, para que ela receba a assistência adequada”, explica Olegário Gurgel.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]