UERN terá palestra sobre negócios Brasil-China

Professor Vladimir Pomar, especialista em estudos sobre a China será palestrante
Foto: divulgação
Interessada em ampliar suas ações de internacionalização, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) promoverá nos dias 28 e 29 de agosto, em Natal e Mossoró, a palestra “Made in China 2025 – possibilidades para o RN”.
A palestra será conduzida pelo geógrafo e professor Vladimir Pomar, especialista em estudos sobre a China e consultor de projetos de relacionamento e parcerias Brasil/China. A entrada é gratuita.
Em Natal, a palestra acontecerá no dia 28 de agosto, às 9h, na UERN Campus Natal. Em Mossoró, o evento ocorrerá no dia 29 de agosto, no auditório da CDL, às 19h, integrando a programação prévia da Feira Regional de Negócios, Ciência, Tecnologia e Inovação (FENECITI), que será realizada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SEDEC), nos dias 30 e 31 de agosto, na Estação das Artes Elizeu Ventania.
Aproximação com instituições chinesas
Esta é uma das primeiras ações da Universidade dentro do projeto que prevê uma aproximação da UERN com instituições de ensino chinesas, buscando a construção de convênios e parcerias que possibilitem o intercâmbio de estudantes e servidores da instituição com universidades daquele país.
No mês passado, uma comitiva do governo chinês visitou o Rio Grande do Norte para conhecer as potencialidades do estado e discutir parcerias de negócios. Durante visita da comitiva à Fazenda Agrícola Famosa – maior empresa produtora de melão do RN – a chefe de gabinete da reitoria da UERN, Profa. Cicília Maia conversou com o secretário estadual de desenvolvimento econômico, Jaime Calado, e com a Cônsul Geral da China no Brasil, Yan Yuqing, sobre projetos e ações que podem se desenvolver de forma conjunta entre a UERN e universidade chinesas.
A palestra “Made in China 2025” é uma apresentação de caráter panorâmico, com dados atualizados, sobre a evolução ocorrida no país no período 1979/2019, destacando o desenvolvimento científico, tecnológico e em inovação, e as tendências desses setores na China para 2030 e 2050.
Demandas alimentares, energéticas, e de matérias-primas agrícolas, florestais e minerais.
Casos recentes de relações institucionais e de cooperação econômica entre governos estaduais e municipais brasileiros e chinesas.
Siga-nos no Instagram.
contatosaulovale@gmail.com
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.