“Tenho sido tratada como adversária”, desabafa Izabel

Izabel e governo Rosalba: por um fio
Foto: Edilberto Barros
No final da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), ontem (25), na Câmara Municipal de Mossoró, um pronunciamento da presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB), chamou atenção.
“Tenho sido tratada, às vezes, como adversária. E agora depende do voto da presidente para o projeto ser aprovado. Por uma questão de responsabilidade, vou votar (favorável), mas faço o registro”, desabafou.
O voto de minerva (desempate) de Izabel decidiu a vitória do Palácio da Resistência na votação da LDO, que precisava de maioria absoluta (11 votos), mas só contava com dez votos favoráveis no painel.
Em caso de voto contrário da presidente, o Executivo não só amargaria uma fragorosa derrota política, como teria dificuldade jurídica, sem precedentes, para a produção da Lei Orçamentária Anual (LOA).
Nota do blog: nos bastidores, Izabel Montenegro tem dito que decide, esta semana, sua posição política em relação ao Palácio da Resistência. Na sessão desta quarta-feira, ela voltou a fazer fortes críticas ao tratamento dispensado pelo governo Rosalba.
Siga-nos no Instagram.
contatosaulovale@gmail.com
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.