politica 728x90

Salários serão pagos dentro do mês, mas governo não tem previsão para atrasados

Fátima anuncia pagamento dentro do mês; Sindicatos querem previsão dos atrasados

Foto: Crédito não identificado

A relação do governo Fátima Bezerra (PT) com os sindicatos começa a azedar.

Na reunião com o Fórum dos Servidores à tarde desta segunda-feira (7), o governo apresentou a seguinte proposta: Vai pagar 30% dos salários de janeiro na próxima quinta-feira (10) e 70% no próximo dia 30.

Em fevereiro, do mesmo jeito: 30% no dia 11 e 70% no dia 28.

Até aí, tudo bem. A estratégia é mostrar que paga dentro do mês trabalhado os salários contemplados na atual gestão petista.

O problema é que o governo confirmou que não há previsão para o pagamento dos salários atrasados. As folhas salariais de novembro, dezembro e os décimos terceiros salários de 2017 e de 2018 continuam sem previsão de pagamento. Algo entorno de R$ 1 bilhão, que o governo afirma não ter.

“Por enquanto, o calendário é apenas para esses dois meses. Para os débitos anteriores, nós reconhecemos a importância, o drama que é o servidor não receber, mas não cabe no nosso fluxo mensal de recursos. Para pagar isso [salários atrasados], precisamos de recursos extraordinários”, afirmou o secretário estadual de Planejamento, Aldemir Freire, em entrevista à Tv Ponta Negra.

Os sindicatos não gostaram da proposta. “O atraso não é da gestão, é do Governo do Estado. Nós não somos funcionários do governo Robinson. Nós somos servidores do Governo do Estado. O estado do Rio Grande do Norte é quem é a pessoa jurídica constituída para tal [pagamento]”, afirmou Jeaneayre Souto, presidente do Sinsp.

O Fórum dos Servidores vai se reunir no final da tarde de hoje para articular ações conjuntas.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]