Foto: crédito não identificado

RN reduz mortes por infarto em 16,8%, aponta levantamento

Doenças do coração estão entre as principais causas de morte no Brasil. E, segundo levantamento feito junto ao Datasus, a taxa de mortalidade por infarto agudo do miocárdio no Rio Grande do Norte, que já foi uma das mais elevadas do país, entre janeiro e outubro de 2023, caiu 16,8%, em comparação com o mesmo período de 2022.

Em 2022, o estado registrou 219 óbitos por infarto, número que caiu para 151 em 2023. Assim, a taxa de mortalidade caiu de 8,3% para 6,9%.

Considerando o cenário nacional, a média da taxa de mortalidade em 2022 foi de 9%, o que significa que o RN se encontra 2,1 pontos percentuais abaixo da média do país. As internações também caíram, passando de 2552 no ano passado para 2188 internados este ano.

“Esse é um desafio que estamos encarando de frente, com vários parceiros, e os dados começam a mostrar que o trabalho está surtindo efeito”, destacou a secretária de Estado da Saúde Pública, Lyane Ramalho.

O trabalho pontuado pela gestora diz respeito a uma série de medidas implementadas pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia Seção Rio Grande do Norte (SBC-RN) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), para estruturar a linha de cuidado do infarto agudo do miocárdio, lançada em abril de 2022, com investimentos em medicamentos, leitos exclusivos para casos de infarto e capacitação de servidores em todo o estado.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

Feed Them Social: TikTok Feed not loaded, please add your Access Token from the Gear Icon Tab.