politica 728x90

Projeto vira queda de braço entre aliadas

Sandra e Rosalba: Interesses divergem

Foto: Crédito não identificado

O projeto que determina que 70% dos trabalhadores da construção civil sejam residentes de Mossoró tem provado ser uma verdadeira quebra de braço entre duas aliadas.

De um lado, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP), que já vetou o projeto e orientou a bancada do governo a manter o veto.

Do outro, a vereadora e aliada Sandra Rosado (PSDB), que trabalha com afinco para derrubar o veto da prefeita e que já conseguiu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal pela manutenção da proposta.

O veto está pautado para apreciação dos 21 vereadores nesta terça-feira (22).

Leia mais: Câmara aprova piso do magistério e projeto para construção civil

                   Sinduscon pede veto a projeto que cria reserva de mercado na construção civil

                   MPT se posiciona contra PL que cria reserva de mercado na construção civil

                   Prefeita veta projeto que prevê reserva de mercado na construção civil

                   Câmara vota nesta terça-feira veto a projeto de Lei para a construção civil

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]