politica 728x90
Assembleia aprova greve - Foto: reprodução

Professores da Ufersa aderem à greve

Os professores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) aprovaram nesta terça-feira (4) adesão à greve geral, a partir da próxima segunda-feira (10), por tempo indeterminado.

Foram 195 votos favoráveis, 94 contrários e sete abstenções.

A categoria se une à mobilização nacional, iniciada há mais de 50 dias, que já congrega o professorado de mais de 50 instituições federais de ensino, em busca de reajuste salarial.

No início da paralisação, os docentes da Ufersa chegaram a descartar a greve, mas mudaram o posicionamento na assembleia desta terça-feira.

Proposta

A proposta realizada pelos servidores ao governo Lula (PT) é de reajuste salarial em 3,69%, em agosto de 2024; 9%; em janeiro de 2025; e 5,16%, em maio de 2026.

Porém, o governo afirma não ter mais espaço no orçamento para dar o aumento neste ano e propõe dois reajustes, o de 9%, em 2025, e de 3,5%, em 2026, o que foi rejeitado pela categoria.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Banner_Sicoob_Saulo_728x90
728x90 (3)
728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

Banner_Sicoob_Saulo_400x400
[feed_them_social cpt_id=37056]