politica 728x90

Procon dá prazo para postos explicarem preços dos combustíveis em Mossoró

Notas fiscais de compra e venda devem ser apresentadas ao Procon

Foto ilustrativa/web

O Procon estadual deu um prazo de cinco dias para que os proprietários de postos justifiquem os preços de combustíveis cobrados em Mossoró. O órgão tem feito fiscalizações, desde o início desta semana, para coibir eventuais irregularidades nos estabelecimentos.

Os proprietários devem apresentar as notas fiscais com os preços dos combustíveis adquiridos pelos postos nas refinarias nos últimos dois meses.

“Em virtude da denúncia dos consumidores, o Procon abriu esse diálogo com os empresários, para averiguar o porquê de Mossoró não está repassando a redução do preço nos combustíveis na bomba. Então demos um prazo de cinco dias para que os empresários apresentem a nota de compra e a de venda dos últimos dois meses, para entendermos essa logística que acontece no município. O preço está realmente muito acima da média do estado”, justificou o diretor do Procon-RN, Jandir Olinto.

Ele afirma também que as distribuidoras podem ser o próximo alvo de fiscalização. “Se detectarmos que o problema [dos preços] é com a distribuidora, nós vamos para cima da distribuidora, mas vamos fazer valer o direito do consumidor”, complementa.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]