Presidente do Previ fala sobre mudanças - Foto: Matheus Felipe

Prefeitura vai enviar à Câmara adequações à Previdência

A Prefeitura de Mossoró deve enviar à Câmara adequações à previdência municipal, num conjunto de modificações à Lei Orgânica Municipal.

Em entrevista ao Enfoque Político (Super Tv) desta terça-feira (25), o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Previ), Paulo Linhares, antecipou alguns ajustes que virão.

Entre elas, a alíquota previdenciária para todos os servidores públicos municipais da ativo, pensionistas e aposentados, que vai passar de 11% para 14%.

Paulo Linhares disse ainda que a aposentadoria por tempo de serviço de professores e professoras ficará em 25 anos. Hoje,  há diferença entre homem (30 anos) e mulher (25 anos).

“Vamos adequar a legislação municipal à lei federal. Do ponto de vista legal, não há como cruzarmos os braços e não fazermos mudanças. No entanto, faremos adequações brandas para o servidor”, disse.

Contribuição patronal

Outra acomodação constitucional é que a Prefeitura terá que repassar 19,53% para o Previ, e não mais 16,53%.

“Hoje, nós temos todos os repasses em dia, tanto da contribuição patronal quanto do servidor. É a primeira que isso acontece. Vamos fazer às adequações com regras de transição num projeto que prevê respeito nos direitos adquiridos do servidor, fazendo aquilo que nos é obrigado pela legislação nacional”, finalizou.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.