Policiais penais rejeitam proposta do governo

Categoria vai seguir mobilizada, para pressionar governo
Foto: cedida
Os policiais penais do Rio Grande do Norte se reuniram em Assembleia Geral, nesta quarta-feira, 11, e decidiram que vão continuar mobilizados lutando pela reforma estatutária da categoria. 
Sobre uma decisão judicial referente ao movimento, o Sindasp-RN explica que ela diz respeito à realização do Enem para os presos e, desde esta terça-feira, 10, os apenados já realizam o Enem normalmente, assim como aconteceu nesta quarta-feira.
“Além disso, outros pontos alegados pela Procuradoria Geral do Estado não procedem e, por isso, iremos fazer a defesa através da via judicial”, explica Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN.
Operação continua
Sobre a Operação Segurança Acima de Tudo, ela comenta que os policiais penais decidiram continuar, pois a proposta apresentada pelo governo não condiz com a realidade pleiteada pela categoria.
“A nossa carreira tem que ser reestruturada de acordo o nível superior de escolaridade já previsto em lei, por isso, pleiteamos uma reforma estatutária. Então, vários pontos não foram abordados ainda na negociação e a proposta apresentada nesta terça não contempla essa reforma estatutária. O movimento continua e vamos buscar nova interlocução junto ao governo”, completa.
Em tempo: O Governo do Estado se reuniu ontem (10) com a categoria e apresentou proposta de 23% de reajuste salarial.
Siga-nos no Instagram.
contatosaulovale@gmail.com
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.