politica 728x90

Polícia Civil está praticamente extinta em Baraúna e Apodi

Representante sindical fala da situação da PC na região

Foto: BSV

O preocupante déficit da Polícia Civil do RN já reflete mais duramente em municípios da região do Oeste potiguar. É o caso de Apodi e Baraúna.

“A cada ano que passa esse déficit aumenta. Nós temos cidades na chamada região de Mossoró que nem Polícia Civil tem mais. Por exemplo Baraúna, onde tinha uma equipe completa. O delegado foi transferido para Assu; os agentes, para Mossoró e outras cidades, e hoje a cidade só conta com um escrivão”, afirmou o representante do Sindicato dos Policiais Civis, Ailson Rodrigues, em entrevista ao Jornal da Tarde (Rádio Rural de Mossoró) desta terça-feira (16).

Ele relata ainda que o titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Mossoró (Defur) tem acumulado as funções. “Mas a cidade de Baraúna não pode ficar sem Polícia Civil”, afirma, acrescentando que a situação persiste desde o mês passado.

“Já em Apodi, só tem três agentes, que já atuavam lá. Hoje, não há naquele município nem delegado, nem escrivão. 

O sindicato vai realizar amanhã, às 9h, uma assembleia, na sede do Sinpol, em Natal, para discutir, além dos atrasos salariais, o déficit da Polícia Civil, que no RN chega a 70%. Eles pedem ao Governo do Estado um novo concurso público. O último foi feito em 2009.

Leia mais: A extinção da Polícia Civil

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]