Palocci acusa Fátima de receber propina; petista contesta

Ex-ministro cita Fátima em delação à PF

Foto: crédito não identificado

Ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antônio Palocci acusou a governadora Fátima Bezerra (PT) e a presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann de terem recebido propina.

A citação foi em delação premiada à Polícia Federal, divulgada na manhã desta segunda-feira (2) pela revista Crusoé.

Ele acusa as duas de terem recebido dinheiro de esquemas fraudulentos de distribuição de verbas para campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores em 2010, através de valores ilícitos pagos pela Camargo Corrêa.

Naquela ano, Fátima e Gleisi foram eleitas senadoras.

Através de sua assessoria de imprensa, a governadora Fátima Bezerra se defendeu das acusações:

Sobre a delação premiada de Antônio Palocci à Polícia Federal, temos a esclarecer o seguinte:


A empresa Camargo Corrêa não fez doação à campanha da então candidata à deputada federal em 2010, Fátima Bezerra, conforme registrado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE);


No endereço encurtador.com.br/glxE8 consta os registros de todas as pessoas físicas e jurídicas que doaram à campanha da então candidata em 2010, o que comprova que não há qualquer menção à referida empresa; 


As contas foram devidamente aprovadas;


Fátima Bezerra e sua coordenação de campanha jamais trataram com a Camargo Corrêa e com Antônio Palocci, sobre a campanha de 2010 ou qualquer outra, e esperam que as informações sejam devidamente apuradas e esclarecidas.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.