‘Mesa Reate’ define prioridades para onshore

Mossoró Oil & Gas ocorre até quinta
Foto: Redepetro

Agentes da cadeia de petróleo e gás definiram hoje (24), no Mossoró Oil & Gas Expo, prioridades para o onshore brasileiro. Foi durante a primeira edição da Mesa Reate – fórum nacional de discussão do Programa de Revitalização da Atividade de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (Reate 2020), do Governo Federal.
Reunida no Hotel Garbos, a Mesa Reate elegeu 14 desafios: licenciamento ambiental; acesso à Unidade de Processamento de Gás Natural de Guamaré; acesso à infraestrutura de armazenamento e escoamento do petróleo; andamento dos programas de desinvestimentos da Petrobras.
Também escolheu simplificação de procedimento e menos prazo de cessão dos contratos de concessão; criação da Superintendência de Campos Maduros e Marginais; implantação de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e Medida Recuperadora de Conduta (MRC) na ANP.
Outros desafios são pagamento de participação sobre a produção ao proprietário de terra; cadastro de titularidade de terras e mutirão de regularização de posse; redução de custos para acesso a dados técnicos públicos; acesso a amostras de calha dos poços da Bacia Potiguar.
Por fim, melhoria na liberação de dados para projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&DI) em universidades; criação de Programa de Formação de Recursos Humanos para o setor de petróleo, gás e biocombustíveis e construção de cadastro de fornecedores do setor.
contatosaulvale@gmail.com
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.