politica 728x90
Lidiane Marques, prefeita de Tibau, era alvo de pedido de cassação - Foto: arquivo

Justiça rejeita pedido de cassação de prefeita de Tibau

A Justiça Eleitoral da 49ª Zona Eleitoral rejeitou a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que pedia a cassação da prefeita de Tibau, Lidiane Marques (PSDB), e de seu vice-prefeito, “Luiz da Luz” (Cidadania).

A ação era de iniciativa de José Haroldo (PL) e Terezinha Larissa Carneiro (MDB), candidatos derrotados a prefeito e vice na eleição de 2020.

Os dois acusavam a chapa vencedora de compra de votos e abuso de poder econômico e pediam também a mesma punição ao ex-prefeito Naldinho (PSDB), padrinho político de Lidiane.

Falta de provas

A juíza Welma Maria Ferreira Menezes, em sua sentença, afirmou entender que não há nos autos provas robustas que possam embasar um decreto condenatório “seja por abuso de poder econômico seja por abuso de poder político, a improcedência da presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral em face dos demandados, medida que se impõe”.

Ainda na sentença, a juíza afirma que “analisando detidamente os depoimentos das testemunhas e declarantes, não se observa nenhuma prova substancial que corrobore com o que fora alegado na inicial”.

A decisão ainda cabe recurso no Tribunal Regional Eleitoral.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Banner_Sicoob_Saulo_728x90
728x90 (3)
728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

Banner_Sicoob_Saulo_400x400
[feed_them_social cpt_id=37056]