Fátima quer manter isolamento, pelo menos, até 5 de maio; empresários pressionam

Governo e empresários têm reunião com pauta delicada

Foto: BCS

Durante encontro por videconferência ontem (21), setores de entidades empresariais e do Governo do Estado debateram sobre as medidas de isolamento social.

O decreto da governadora Fátima Bezerra (PT), que determina fechamento do comércio, dentre outras ações, para evitar a proliferação do coronavírus, se vence amanhã (23).

Durante a reunião, o Governo propôs manter às regras de restrição ao comércio até, pelo menos, 5 de maio.

Ficou definido ainda a criação de um Grupo de Trabalho com representantes do Governo, dos empresários, do comitê científico estadual e da Federação dos Municípios para, juntos, elaborarem um plano que visa a retomada do funcionamento do comércio e da economia em geral.

Fecomércio e FCDL

Setores patronais, como Fecomércio e FCDL, emitiram nota conjunta, após a reunião, defendendo a flexibilização do decreto estadual que determina o fechamento do comércio.

“[…] propomos que ele [o decreto estadual] NÃO SEJA PRORROGADO COMO ESTÁ e que possamos começar a flexibilizar o isolamento tomando como ponto de partida a retomada da possibilidade de que os estabelecimentos comerciais possam voltar a funcionar, desde que não utilizem sistema de ar condicionado central, conforme já era possível nos dezenove primeiros dias de isolamento”, defendeu.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.