politica 728x90
Encontro quer evitar déficit de leitos - Foto: assessoria

Entidades buscam ampliação de leitos para Mossoró Oil & Gas

A Redepetro RN e o Sebrae no Rio Grande do Norte, organizadores do Mossoró Oil & Gas Expo (Moge) buscam ampliação da oferta de leitos na rede hoteleira de Mossoró durante a realização do evento, que ocorrerá em novembro. A demanda foi apresentada em reunião com representantes da hotelaria local, ontem (21), no Garbos Trade Hotel.

O diálogo foi articulado pelas entidades junto ao Mossoró Convention & Visitors Bureau (MC&VB), que representa o trade turístico do município e região. Na sua mais recente edição, em 2022, o Moge lotou todos os leitos do parque hoteleiro de Mossoró.

A ideia é assegurar que não haja déficit de leitos diante da quantidade de participantes do evento, que tende a aumentar na edição deste ano, segundo expectativa da organização.

“No ano passado, tivemos uma demanda fortíssima na rede hoteleira durante o Moge. A participação deverá crescer, e precisamos estar preparados para isso. Por isso é tão importante estarmos nos antecipando e buscando meios de garantir hospedagem para todos os participantes”, explica Gutemberg Dias, presidente da Redepetro RN.

De acordo com o secretário executivo do Mossoró Convention & Visitors Bureau, Oberi Penha, não está descartada a possibilidade de disponibilizar equipamentos de hospedagem de outras cidades durante o evento.

“Há, portanto, a necessidade de agregar equipamentos de municípios vizinhos para atender a demanda”, informa.

Mais voos

No encontro, também foi discutida a necessidade de ampliação da quantidade de voos com destino a Mossoró no período do evento. Segundo pesquisa interna do Moge, 69% dos participantes da conferência utilizaram o transporte aéreo para participar da conferência. No entanto, apenas 4% desembarcaram no Aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró.

“Esse é um dado importantíssimo que reforça a necessidade de ampliação no número de voos para atender a essa demanda de participantes do evento que acaba desembarcando em Natal ou Fortaleza por falta de oferta de voos com destino a Mossoró”, pontua Gutemberg Dias.

O número reduzido de voos locais é apontado como fator determinante para o baixo índice de desembarques em Mossoró durante o evento. O assunto será tema de reunião, na próxima segunda-feira (26), entre a organização do Moge e representantes da Infraero, administradora do Aeroporto Dix-sept Rosado.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

Banner_Sicoob_Saulo_728x90
728x90 (3)
728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

Banner_Sicoob_Saulo_400x400
[feed_them_social cpt_id=37056]