politica 728x90

Eleição antecipada e ISS devem marcar semana na Câmara Municipal

Pelo menos dois projetos devem acalourar as discussões na Câmara Municipal de Mossoró.

O primeiro, a antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara. Projeto já aprovado em dois turnos, com alteração no regimento. A articulação viabilizou convocar as eleições, que estavam marcadas somente para janeiro de 2019, a qualquer momento. Até então, tudo certo para reeleição da presidente Izabel Montenegro, com aval das bancadas governista e de oposição. 

Mas articulações deste final de semana podem levar surpresa ao plenário da Câmara Municipal, com racha de candidaturas, vindas da bancada do governo. Se confirmado racha no governo, a oposição, com apenas 7 parlamentares, terá votação decisiva. 

O segundo, o polêmico projeto de aumento do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS). 

Enviado pelo Executivo, a proposta prevê que categorias que trabalham na informalidade (manicure, tatuadores e cabeleireiro) passem a pagar até 5% do faturamento ao município, através do ISS – hoje essas categorias são isentas. 

A proposta já foi criticada pela oposição, recolhida, na semana passada, pelo governo, para alteração textual, e devolvida ao Legislativo, para votação esta semana. A bancada governista não fechou ainda questão sobre a proposta, por temer desgaste.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]