politica 728x90

Com saída de cubanos, Mossoró perderá 14 médicos

Profissionais atuam nas Unidades Básicas de Saúde

Foto: Arquivo/Web

Com a saída dos cubanos do programa Mais Médicos, o município de Mossoró ficará com um desfalque de 14 profissionais de Medicina nas Unidades Básicas de Saúde. 

Eles atuam na cidade desde 2014, com objetivo de integrar as equipes de Estratégia de Saúde da Família, e atendem cerca de 1.500 famílias.

A Secretaria Municipal de Saúde ainda não se pronunciou sobre quais medidas pretende tomar, diante da saída desses profissionais.

Ao todo, 67 cidades do RN devem perder médicos cubanos. São 142 profissionais, que deixarão o estado, conforme decisão do Governo de Cuba, em até 40 dias. Em todo o Brasil, são 8,3 mil cubanos que atuam no programa e que terão que voltar à ilha cubana. 

A Secretaria de Saúde de Mossoró, em contato com o blog, afirmou que vai convocar os médicos que estão de férias para trabalharem em forma de rodízio, com objetivo de suprir esse vácuo.

Atualizado às 9h20

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]