Exames podem ser feitos pelo SUS - Foto: Luis Camacho/Xinhua

Casos de HIV explodem no RN e crescem 553% em 10 anos

Do portal Saiba Mais

O Rio Grande do Norte assistiu a uma explosão dos casos de HIV registrados no período entre 2012 e 2022. As notificações passaram de 93 para 608, aumento de 553,7%.

A informação consta no novo Boletim Epidemiológico sobre HIV/aids apresentado pelo Ministério da Saúde.

Já a aids foi de 463 notificações em 2012 para 609 em 2022, crescimento de 31,5%.

Já os números de 2023 mostram que o RN teve 348 casos de HIV notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), ante 295 registros de aids.

Diferença

A aids é a doença causada pela infecção do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV na sigla em inglês). Esse vírus ataca o sistema imunológico, que é o responsável por defender o organismo de doenças.

Ou seja, ter HIV não significa que a pessoa desenvolverá aids; porém, uma vez infectada, a pessoa viverá com o HIV durante toda sua vida. O tratamento, ainda assim, mantém a pessoa com carga viral indetectável, sem possibilidade de transmissão.

Mortes

Assim como o aumento de pessoas vivendo com aids, a quantidade de mortes pela doença também evoluiu no estado. O ano de 2022 registrou o maior número de óbitos no Rio Grande do Norte dentro de um período de 10 anos.

No ano passado, foram registradas 170 mortes no estado, 58,8% a mais do que em 2012, quando o RN teve 107 óbitos em que a aids foi a causa básica. Ainda não há dados referentes a 2023.

Os números vão na contramão dos dados nacionais para a última década. Em 2022, o Ministério da Saúde registrou 10.994 óbitos tendo o HIV ou aids como causa básica, 8,5% menos do que os 12.019 óbitos registrados em 2012.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

Feed Them Social: TikTok Feed not loaded, please add your Access Token from the Gear Icon Tab.