Após rejeitar proposta, sindicato marca nova reunião com governo

Representantes do governo e do sindicatos se reúnem para discutir reajuste

Foto: assessoria

O Sinte, sindicato dos professores da rede estadual, e o governo Fátima Bezerra (PT) não se entendem quando o assunto é a proposta de reajuste do piso do magistério.

Para os ativos a proposta do governo consistia em implementação de 4,17% na folha de pagamento de abril; Implementação do retroativo (janeiro, fevereiro e março) parcelado em três vezes a partir de abril.
Já os aposentados, a implementação de 4,17% seria na folha de pagamento de maio e a implementação do retroativo (janeiro a abril) parcelado em oito vezes, também a partir de maio.
O sindicato não aceitou e apresentou a contraproposta: iniciar o pagamento do reajuste do piso de 4,17% no mês de abril e parcelar o retroativo em cinco parcelas com isonomia entre ativos/as e aposentados/as.
Uma nova assembleia da categoria ficou aprovada para a próxima quarta-feira (20), onde se espera que até lá o governo aceite a contraproposta.
Siga-nos no Instagram.
contatosaulovale@gmail.com
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.