politica 728x90

“Sobras” partidárias têm votos de apenas dois deputados do RN

Rafael e Beto são a favor dos partidos devolverem sobras

Foto: web

No Rio Grande do Norte, apenas os deputados Beto Rosado (PP) e Rafael Motta (PSB) votaram a favor da emenda que previa a devolução das sobras do Fundo Partidário ao Tesouro Nacional. A sessão que ocorreu a votação aconteceu ontem (2), no plenário da Câmara dos Deputados.

A emenda, rejeitada no plenário, teve votos contrários dos demais deputados potiguares, que seguiram orientações de seus partidos: General Girão (PSL), Natália Bonavides (PT), Benes Leocádio (PRB), João Maia (PR) e Walter Alves (MDB).

Fábio Faria (PSD) esteve ausente da sessão.

No caso de Beto, apesar do PP ter orientado voto contrário à emenda, o deputado votou a favor da devolução das sobras.

No total, a Câmara dos Deputados rejeitou a emenda por 294 votos contra, 144 a favor e três abstenções.

O NOVO não utiliza Fundo Partidário e apresentou a proposta para devolver o dinheiro enviado obrigatoriamente para o partido. Caso devolvesse, a verba seria distribuída para as demais legendas, de acordo com a atual legislação. Por isso, a sigla tenta uma via legal para devolver esses recursos ao Tesouro Nacional.

A emenda foi apresentada pelo deputado Marcel Van Hatten (NOVO-RS), que promete Projeto de Lei para tentar devolver os recursos do partido ao Tesouro Nacional.

Em tempo: A emenda não obrigaria os partidos a devolver as ‘sobras’, mas permitiria que as legendas, se assim quisessem fazer, devolvessem esses recursos ao Tesouro Nacional.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]