politica 728x90

Acampamento do MTS em Mossoró sofre terceiro atentado em oito dias

Famílias reivindicam direito à moradia

Foto: Arquivo – Agência Saiba Mais

O acampamento Comuna Urbana, ligado ao Movimento Sem-Terra, sofreu novo atentado na madrugada desta quinta-feira (3) em Mossoró. Já é o terceiro no período de apenas oito dias. Mais dois ataques foram registrados, um no dia 25 de abril e outro em 1º de maio, também durante a madrugada e a tiros, quando pessoas ficaram feridas. 

Desta vez, segundo o MST, um grupo de desconhecidos entrou na ocupação e destruiu as barracas e alguns pertences. No momento do ataque, os ocupantes dormiam fora das barracas, como haviam sido orientados, devido à insegurança nos últimos dias. Por isso, não houve ferido.

No total, são 220 famílias que acampam às margens da BR-304, nas proximidades da empresa Porcellannati. Segundo a organização, o terreno ocupado pertence ao Estado do Rio Grande do Norte. As famílias reivindicam o direito à moradia de pessoas que não têm casa.

Nota do Blog: As autoridades precisam agir de maneira enérgica antes que uma tragédia maior aconteça. Precisa-se garantir a segurança às famílias e apurar, com rapidez e eficiência, quem são os responsáveis pelos frequentes atentados. Lamentável o radicalismo que toma conta do nosso país.

Siga-nos no Instagram.

contatosaulovale@gmail.com

728x90
WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Saulo Vale

É formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UERN. Apresentador do Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró, e do Enfoque Político, Super TV. É também correspondente de política das rádios da capital e do interior, como 97 FM de Natal, 91 FM de Natal e Rádio Cabugi do Seridó.

[feed_them_social cpt_id=37056]